Abril laranja, Mês de combate a violência ao animal

Abril laranja, Mês de combate a violência ao animal

O mês de abril foi titulado pela Aspca ( Sociedade americana para a prevenção da crueldade contra os animais) como abril laranja, mês de prevenção da crueldade contra animais. De janeiro de 2016 a janeiro de 2018 foram registrados 1.267 mil casos de violência contra animais.

Os maus tratos contra os animais de estimação ou silvestres são uma realidade muito próxima que gera muita preocupação, há um longo caminho para ser conquistado o respeito e direitos aos animais.

Nós listamos as diferentes formas de crueldade aos animais:

Caça e reprodução indiscriminada: Ocorre em favor do contrabando de animais, a caça ou reprodução animal geralmente é feita para o mercado das peles.

Abandono: É o ato de abandonar o animal nas ruas, sozinho, sem condições básicas de sobrevivência.

Exploração comercial: Exposição de animais em circos, zoológicos, em espetáculos de brigas (galos, cães, etc), corrida de touros, tração de sangue, etc.

Ausência de alimentos e água: Deixar o animal sem condições básicas de sobrevivência.

Acorrentamento: Existem vários motivos que as pessoas usam para justificar esse ato, seja para que o animal não avance nas visitas, não fuja etc, mas é necessário analisar muito bem essa situação, pois o animal não deve sofrer.

Agressões físicas: É um dos crimes mais comuns, é proibido agredir animais!

A Lei nº 9.605 Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

  • Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.
  • A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

O que você pode fazer para ajudar no combate aos maus tratos

Existem algumas maneiras para lutar contra esse crime, entre elas esta as condições de doações para entidades protetoras, realizar campanhas de conscientização em seu bairro ou redes sociais, reforçar o ato de denuncia ao presenciar algum tipo de violência, ajudar nos abrigos ou ceder o seu lar para ser um abrigo temporal enquanto o animal ache um lar fixo.

Infelizmente é muito comum encontrar animais abandonados nas ruas, ao presenciar, não demonstre indiferença, procure acolhe-lo, servindo agua e alimento temporário enquanto não encontre os donos ou seja adotado.

Lembre-se, denuncie os maus tratos, eles podem ocorrer em qualquer lugar, na rua, em lojas, vizinhos etc. Fique atento e nos ajude nessa causa!

Abrace essa campanha!

 

 

Deixe seu Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *